Após uma noite de caos trazido pelas chuvas que atingiram Belo Horizonte nessa quinta-feira (6), quem precisa dirigir na capital enfrenta uma série de transtornos. A principal ocorrência durante a tempestade foi a queda de árvores e, nesta sexta-feira (7), a BHTrans, a Cemig e a Defesa Civil trabalham para normalizar a situação através da desobstrução das vias onde elas caíram. Interdições para cortes e podas afetam significativamente o trânsito na capital.

Através do aplicativo Waze, por exemplo, é possível ver os diversos pontos de lentidão na cidade em horários que, normalmente, não registram grandes congestionamentos. O local onde mais ocorrências são apontadas é na avenida do Contorno, onde uma árvore de grande porte caiu sobre a via e interditou a avenida nos dois sentidos na região do Floresta, Leste de BH. Segundo a BHTrans, o desvio está sendo feito pela avenida dos Andradas, mas também podem haver complicações uma vez que os semáforos da região apresentam problemas técnicos.

Outro ponto que apresenta complicações relacionadas ao trânsito é a avenida Nossa Senhora do Carmo, onde uma árvore de grande porte caiu na noite de quinta e matou o motorista de uma van. Desde então, agentes do Corpo de Bombeiros, da BHTrans e de outros órgãos competentes trabalham na ocorrência. Em sua conta no Twitter, a BHTrans informou que a Cemig se prepara para interditar a avenida para trabalhar na rede elétrica que ficou comprometida no local.

Tragédias

Em um intervalo de três horas e meia, a região Oeste de Belo Horizonte foi atingida por quase um quinto do volume de chuva esperado para o mês de dezembro. Foram 59 milímetros chovidos, cerca de 17% dos 358,9 que correspondem à média histórica do mês. Outras regiões, como Leste, Noroeste e Pampulha também registraram volumes significativos no mesmo intervalo: 47,8 mm, 38 mm e 36,8 mm, respectivamente.

O grande volume de chuva causou uma série de estragos pela cidade. Segundo o Corpo de Bombeiros, 243 ocorrências relacionadas a vistoria, corte e poda de árvores foram registradas na corporação. Já entre as que interferiram significativamente no trânsito da capital, segundo a BHTrans, há mais de 20.

Na avenida do Contorno, na altura do bairro Floresta, na região Leste, uma árvore de grande porte caiu sobre a via, interditando o trânsito para quem seguiria no sentido Santa Efigênia. Uma casa também foi atingida e ficou parcialmente destruída. A região Leste foi bastante afetada por quedas de árvores e houve registros ainda nas ruas Formosa e Angelo Rabelo, no bairro Santa Tereza. Também houve queda na rua Pouso Alegre, próximo à esquina com rua Anhanguera. Por causa desses casos, houve registro de congestionamento nas avenidas do Contorno e Silviano Brandão. 

A árvore que caiu na avenida Nossa Senhora do Carmo, no Sion, na região Centro-Sul da capital, atingiu uma van escolar e o motorista morreu no local, mas as crianças não ficaram feridas. Ele é considerado a quarta vítima das chuvas em Belo Horizonte desde o início do período chuvoso.

Mais chuvas

A previsão para a sexta-feira é de mais tempestades em Belo Horizonte. A Defesa Civil de Belo Horizonte emitiu um novo alerta para a possibilidade de chuva intensa, acompanhada de raios e rajadas de vento (em torno de 50 km/h), nesta sexta-feira (7). A previsão é que a chuva tenha volume de 30 a 50 mm. O alerta é válido até as 8h de sábado (8).

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil recomenda evitar áreas de inundação e não trafegar em ruas sujeitas a alagamentos e perto de córregos e ribeirões no momento de forte chuva, pois o seu nível pode se alterar rapidamente podendo acarretar transbordamentos. Adverte para que não se abrigue debaixo de árvores e estacione veículos, pois elas podem cair e ocasionar graves acidentes. 

Em algumas regiões de Belo Horizonte, já choveu mais de 30% do esperado para todo o mês (358,9 mm) nos primeiros sete dias de dezembro. Confira os acumulados de chuva, por região, até as 7h desta sexta-feira, de acordo com a Defesa Civil:

Barreiro - 106,0 (30%)
Centro Sul - 128,8 (36%)
Leste - 128,2 (36%)
Nordeste - 105,0 (29%)
Noroeste - 121,4 (34%)
Norte - 87,8 (24%)
Oeste - 137,4 (38%)
Pampulha - 117,0 (33%)
Venda Nova - 104,2 (29%) 

Leia mais:
Árvore que caiu e matou motorista no bairro Sion estava saudável, diz PBH
Após temporal, bombeiros registram mais de 200 ocorrências de quedas, cortes e podas de árvores
Motorista de van morre após queda de árvore durante chuva no bairro Sion; veja o vídeo