Pelo menos cinco mil refeições foram servidas, gratuitamente, no almoço especial de Natal, nesta sexta-feira (25), em Belo Horizonte. A iniciativa, que chega à 21ª edição, foi realizada no Restaurante Popular I, no Centro. Cerca de 15 mil presentes, recebidos por meio de doações, também foram distribuídos.
 
O cardápio foi composto por arroz, feijão, lombo ao molho de abacaxi, farofa e maionese de batata, cenoura e vagem. De sobremesa, uma maçã e um doce de amendoim. No total, foram três toneladas de alimentos.
 
Cem servidores municipais, como nutricionistas, cozinheiros e auxiliares de cozinha, além de 80 voluntários ajudaram nos trabalhos. Dentre eles estava o presidente da Federação das Associações de Pais e Alunos das Escolas Municipais de Minas Gerais (Fapaemg), Mario de Assis, que há 19 anos se veste de Papai Noel nesta data.
 
"Esse foi um ano muito difícil, de sustos. Mas ver a alegria dessas pessoas é algo emocionante. Essa é uma data para se praticar a solidariedade", disse Assis, que estava ao lado da família para recepcionar quem foi ao restaurante popular.
 
O prefeito Marcio Lacerda também compareceu. Ele lembrou que em dias normais, cada almoço servido custa R$ 7 aos cofres da prefeitura, mas são cobrados R$ 3 dos usuários. "Aqui hoje é uma festa que simboliza a solidariedade que existe em Belo Horizonte. A cidade é referência em segurança alimentar em todo o mundo", afirmou Lacerda.
 
Presente ao evento ao lado da filha Mary Daniele, de apenas dois meses, a diarista Marciene Andrade Vaz contou que este é o terceiro ano que participa do almoço especial de Natal. "Além da comida ser muito boa, as crianças ganham uma lembrança".