Belo Horizonte registrou o dia mais seco de 2019 nesta quarta-feira (18). Segundo a Defesa Civil, a umidade relativa do ar chegou a 12%, na estação da Cidade Administrativa, na Região Norte da capital. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o ideal é acima de 60%. 

Para se ter uma ideia do tamanho da secura vivida pelos belo-horizontinos, nesta época do ano a umidade do ar no Deserto do Atacama (o deserto mais seco do mundo, localizado no Chile) gira em torno de 10% ou 11%.

A temperatura máxima registrada em BH nesta quarta pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foi de 34,5°C e a previsão para esta quinta-feira (19) é que os termômetros cheguem a 36°C. Já a umidade deve ficar em torno dos 15%.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, a menor umidade registrada no banco de dados do órgão na capital mineira foi 9% em 18 de agosto de 2018.

Confira algumas recomendações para enfrentar esses dias quentes e secos: 

- Beba muita água, água de coco e sucos naturais para evitar a desidratação;
- prefira alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas;
- evite frituras;
- procure dormir em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou ainda colocar uma bacia com água no quarto;
- evite atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre as 10h e 17h, assim como banhos com água muito quente;
- em caso de incêndio em mata ou floresta avise imediatamente o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil ou Polícia Militar.

Leia mais:
Jovem de 18 anos morre afogada ao nadar na 'Lagoa Suja', em Ribeirão das Neves
Afogamentos em Minas disparam com o calorão em alta
Calorão e secura: BH segue em estado de atenção por causa do clima até sexta-feira