A menos de um mês para o fim da campanha de vacinação contra a gripe, apenas 35% das cerca de 1.120.000 de pessoas contempladas nas três fases do esforço (veja abaixo) efetivamente se imunizaram até essa quarta-feira (16) em Belo Horizonte. O índice está longe dos 90%, que é a cobertura indicada para garantir a proteção de toda a população.

Segundo a prefeitura, a porcentagem de vacinados diminuiu nesta semana em relação aos sete dias anteriores. O motivo é que, em 9 de junho, foi iniciada a terceira etapa da campanha, com a inclusão de grupos que somam, juntos, cerca de 320 mil pessoas. 

"Atualmente a cobertura vacinal está menor nos grupos pertencentes à terceira etapa, portanto, para fins de avaliação, é necessário considerar que a vacinação para estas pessoas foi iniciada há pouco mais de uma semana", informou a PBH, em nota.

Além disso, conforme a prefeitura, outro motivo para a baixa cobertura está no fato de que pessoas que receberam a vacina contra a Covid precisam respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para tomar a dose contra gripe e, portanto, estão à espera para se vacinarem.

Terceira fase

De acordo com a PBH, fazem parte dos grupos da terceira etapa as pessoas com comorbidades – incluindo os hipertensos leves –, com deficiência permanente, forças de segurança, de salvamento e armadas, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores portuários, funcionários de prisões e unidades de internação, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação e população privada de liberdade.

Mais postos

Para ampliar o acesso e evitar aglomeração em locais de vacinação, a prefeitura relembrou que as pessoas com comorbidades acima de 12 anos, além de idosos a partir de 60 anos, podem receber a dose em unidades da Droga Clara e Araujo, além dos centros de saúde.

Nas drogarias, são distribuídas senhas, sendo uma por usuário. O horário é das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados o horário será das 8h às 12h. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura (clique aqui).

Já crianças a partir de 6 meses com comorbidades devem se vacinar nos centros de saúde. Para serem vacinadas, as pessoas com comorbidades devem apresentar laudo, atestado ou exames. O público contemplado que ainda não compareceu aos locais de vacinação ainda pode se imunizar.

A reportagem solicitou dados sobre a cobertura vacinal em Minas à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), mas ainda não obteve retorno.

Leia mais:
PBH abre consulta pública para sugestões de melhorias em trecho de ciclovia da orla da Pampulha
Livro abarca abarca temas como a morte do pai, o luto e a posição da mulher na sociedade
Transmissão de doenças respiratórias está elevada em quase todo o país