Depressão, tratamento contra um câncer de mama, isolamento social, divergências políticas, xingamentos e ameaças pela internet. Após lidar com tantos gatilhos, Isabela Soares decidiu arquivar o grupo do Facebook “Padecendo no Paraíso”, que contava com mais de 10 mil participantes e teve diferentes desdobramentos, como a Charanga das Padês, um site, um aplicativo e um Clube de Desconto.

“Sinto muito se decepcionei vocês, mas depois de altos e baixos enfrentando a depressão, depois do câncer, não posso suportar os gatilhos diários, que se somam aos mais de 70 dias sem sair de casa, à crise sanitária e a crise política. Ninguém merece tamanha tortura psicológica somada a ameaças e xingamentos por gerir um grupo de mães”, afirmou Bebel Soares, nas redes sociais, na segunda-feira (1º), dia em que o grupo foi arquivado.

Procurada pela reportagem, Bebel afirmou não estar em condição de dar detalhes sobre o arquivamento do grupo no momento. Mas confirmou que estava muito difícil manter o trabalho de moderação, em um momento tão complexo vivenciado por todos os brasileiros.

“Nesse momento, o coração achou melhor arquivar o grupo, porque nosso objetivo sempre foi espalhar amor, e estava difícil manter as boas energias nesse momento. Por mais difícil que seja”, afirmou Bebel.

Segundo ela, é preciso tempo para lidar com a doença e verificar se será possível reativar o Padecendo no Paraíso. “Eu faço tratamento contra depressão e câncer, não saio de casa há 75 dias. Agora precisarei sair para fazer exames de controle. Não sei te dizer se é definitivo ou temporário. Só vou saber quando eu estiver bem”.

Nove anos

O Padecendo no Paraíso foi criado há nove anos de maneira despretensiosa e cresceu bastante entre mulheres que desejavam compartilhar angústias, alegrias e experiências ligadas à maternidade. Não demorou muito e o contato virtual logo inspirou encontros físicos e diversos projetos.

As postagens antigas do grupo no Facebook ainda podem ser acessadas pelas mães que estão no grupo, mas não haverá mais postagens ou novos comentários – já que tudo dependia da moderação de sua criadora. O aplicativo do Clube de Descontos continua ativo e os fornecedores continuarão sendo divulgados nas contas do Instagram e do Facebook.

Pelas redes sociais, várias mulheres publicaram mensagens de apoio à criadora do Padecendo e deixaram depoimentos sobre a importância do grupo em suas vidas. Veja algumas delas:

padecendo
padecendo
padecendo
padecendo