A Prefeitura de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte vai adotar medidas mais rígidas para conter o avanço da Covid-19 a partir desta terça-feira (9). Segundo o prefeito delegado Christiano Xavier,  entre as determinações está o toque de recolher das 20h às 5h e proibição de venda de bebida alcoólica.

A medida foi tomada em razão da alta taxa de transmissão e aumento da ocupação de leitos, após reunião da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Granbel), que visa, em conjunto, controlar os níveis de contágio nos 35 municípios da região.

"Não será fechado nenhum segmento, porém, apenas o comércio essencial poderá funcionar após às 20h. Academias, bares, restaurantes, igrejas e demais estabelecimentos deverão encerrar suas atividades às 19h30. Após isso, só poderão funcionar o sistema de tele-entrega, e os funcionários desses serviços deverão apresentar documento funcional para circular na cidade", explicou o prefeito.

Também fazem parte do pacote de medidas a proibição de venda de bebida alcoólica em todos esses estabelecimentos e a colocação de mesas e cadeiras em food truck’s. Parques públicos ficarão interditados e festas e eventos em residências ou sítios estão proibidas. 

As atividades públicas de lazer e a Feira do Palmital - que no último domingo recebeu cerca de 20 mil pessoas - estão suspensas.  As regras terão validade de 15 dias.

Xavier também anunciou a abertura de mais leitos para atender os moradores com a doença. Segundo ele, ainda nesta semana o município terá 12 novos leitos de enfermaria e cinco de UTIs.

“Pedimos a colaboração de todos, são apenas 15 dias. Acredito que as medidas não irão interferir muito na economia, pois fizemos questão de manter todos os setores abertos, mas a fiscalização será rigorosa a partir desta terça”, ressaltou o chefe do executivo.

Santa Luzia tem 5.176 casos confirmados de Covid-19 e 178 mortes. Outros oito óbitos estão em investigação.

Assista ao pronunciamento do prefeito: