Um dia após ultrapassar a marca de mil mortes pelo novo coronavírus, Minas Gerais atingiu outros dois tristes patamares da doença. Nesta quinta-feira (2), o Estado confirmou 52 novas mortes pela Covid-19 em um intervalo de 24 horas. É o maior registro desde o início da pandemia, em março. 

Com isso, o total de pessoas que não resistiram à doença saltou para 1.059. O número de vidas perdidas, no entanto, pode ser ainda maior, uma vez que 220 mortes notificadas estão em investigação pelos órgãos de saúde.

Além disso, conforme o boletim epidemiológico, em 24 horas foram 3.123 novos casos confirmados. Na ponta do lápis, o vírus já fez 50.707 vítimas da enfermidade em território mineiro.

O levantamento traz também a quantidade de doentes que conseguiram vencer o coronavíurus. São 30.469 recuperados e 19.179 que estão em acompanhamento. Atualmente, 5.794 infectados estão internados em hospitais das redes pública e privada.

Perfil

A Covid-19 já atingiu 715 municípios e matou em 250 deles. Das vítimas que faleceram em decorrência do vírus, 82% já apresentavam outras doenças antes de serem infectadas. Além disso, de acordo com a SES, 74% tinham mais de 60 anos.

Belo Horizonte é a cidade com maior número de mortes, com 157 até o momento. A capital tem 6.413 doentes e, no quesito casos confirmados, perde apenas para Uberlândia, no Triângulo, que soma 6.785 diagnósticos positivos para coronavírus.

Leia mais:
MEC anuncia protocolo para que 205 mil alunos de 12 universidades e institutos federais voltem às au
Internações em UTI por Covid-19 sobem 138% em BH; especialistas temem colapso
Greve de fome: centenas de entregadores de comida protestam em BH; categoria prevê novas ações