Com o isolamento social, há menos carros nas ruas e, consequentemente, menos poluição no ar. Uma pesquisa realizada pela Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais (Feam), com base em dados de março e abril de 2020, houve uma redução de 45% do material particulado fino (PM2,5) lançado na atmosfera.

A medição foi feita na Estação PUC São Gabriel entre março e abril deste ano e o valor foi comparado ao mesmo período do ano passado. O PM2,5 pode provocar, nos seres humanos, problemas respiratórios e cardiovasculares.

Em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde há um importante polo industrial, houve uma redução de 37% de dióxido de enxofre (SO2), substância que pode desencadear problemas respiratórios.