A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) entregou, na manhã desta segunda-feira (22), cem respiradores ao governo do Estado. Os equipamentos serão utilizados na montagem de novos leitos de terapia intensiva para atendimento a pacientes em tratamento contra a Covid-19. O repasse simbólico foi feito durante solenidade na sede da entidade, em Belo Horizonte, e contou com a presença do governador Romeu Zema.

Pelo menos 80 dos ventiladores mecânicos já devem entrar em funcionamento esta semana. Em publicações nas redes sociais, o chefe do Executivo disse que o critério para as cidades receberem os aparelhos passou pela capacidade imediata de abrir os leitos de UTI. Dessa forma, ainda conforme as postagens, Belo Horizonte receberá 20 respiradores.

Outros 15 serão destinados ao município de Juiz de Fora (Zona da Mata). Timóteo (Vale do Aço) e Montes Claros (Norte) receberão, cada um, 10 equipamentos. Para completar a lista: Viçosa (7), Ponte Nova (6), São Lourenço (5), Paracatu (4) e São João del-Rei (3).

Os ventiladores mecânicos doados pela Federação foram desenvolvidos em parceria com a empresa mineira Tacom. Em 2020, de acordo com a Fiemg, já tinham sido entregues outros 1,6 mil aparelhos. "Além disso, nós também doamos 180 leitos de CTI para diversos hospitais, filantrópicos e públicos do nosso Estado, que já estão em pleno funcionamento", informou o presidente da entidade, Flávio Roscoe.

Ainda durante a cerimônia, Romeu Zema destacou que as doações chegam no momento mais crítico da pandemia no Estado. "(A Fiemg) conseguiu os 1,6 mil respiradores que, com certeza, já salvaram centenas de vida. Agora estamos conseguindo mais cem unidades desse aparelho que tem especificidade superior àquele da primeira versão", disse.

O governador disse ainda que, em um ano de crise sanitária, Minas conseguiu dobrar os leitos de UTI, passando de 2.072 para 4.364. "Apesar de todo esse esforço, infelizmente, assistimos há dez dias ao colapso da nossa rede de saúde. Caso não tivesse tido essa ampliação, teria ocorrido muito antes. Mas já tomamos as medidas necessárias para que a propagação do vírus reduza", complementou.  

"Vamos continuar fazendo o necessário para preservar vidas. Essa é a nossa prioridade", garantiu Romeu Zema.

Leia Mais:
Minas registra mais uma morte de bebê menor de 1 ano por Covid-19; já são 17 óbitos
Minas registra mais 2.738 casos e chega a 1.036.301 contaminados pelo novo coronavírus
Governo tem reuniões com indústrias para garantir kit intubação