"Mãe, estou com saudades! O meu coração para família é grande!". Foi com estas palavras que o paciente José Antonio da Cruz, o Seu Nico, internado desde o dia 2 de abril na Santa Casa de Belo Horizonte, com problemas cardíacos, recebeu a ligação de sua mãe, Maria de Carvalho Cruz.

Devido à pandemia, que limitou a visitação no hospital (excetuando casos de internação em UTI), o Seu Nico não conversava com a mãe e com a irmã Regina há cerca de um mês. A conversa - por videoconferência - só foi possível devido a um projeto da Santa Casa que busca aproximar pacientes e familiares. 

Chamado de "+ Carinho" e desenvolvido pelo Serviço de Relacionamento com o Cliente do hospital, o projeto já realizou, em 15 dias, 166 chamadas e entregou 78 mensagens. 

Seu Nico, de 56 anos, é de Campo Belo e, no seu linguajar simples: "a gente é humilde, mas o coração é grande", assinala, ele dirigiu palavras de carinho à mãe e fez questão de deixá-la mais tranquila. "Aqui só faltam me carregar!", destacou, referindo-se à equipe da Santa Casa.

"Eu estava num leito ao lado, fazendo a ligação para outro paciente, e vi que ele se emocionou muito ao ouvir a conversa entre familiares", registra o assistente administrativo Lucas de Melo Silva, que é a pessoa responsável por fazer as chamadas no hospital.

"Perguntei se ele queria falar com a família também e fomos atrás dela até conseguirmos colocá-los em contato", completa.