O preço médio dos combustíveis em Belo Horizonte ficou 0,33% mais barato em outubro deste ano, na comparação com os preços praticados em setembro. Foi o que constatou o Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em pesquisa realizada nos dias 27 e 28 deste mês. O levantamento foi feito junto a 81 postos da Capital.
 
A maior retração encontrada foi no preço do etanol, que baixou em média 1,10% em relação aos preços de setembro. A gasolina comum ficou 0,44% mais barata, enquanto que o gás natural veicular (GNV) ficou, em média, 0,18% mais em conta. Não houve alteração nos preços médios da gasolina Podium e do diesel.
 
Confira a pesquisa completa, clicando neste link.
 
Os pesquisadores do Procon Assembleia encontraram variações de até R$ 0,70 no preço de um litro de gasolina. Um posto da região Leste vende o produto pelo preço mais baixo: R$ 2,494. O litro mais caro (R$ 3,199) foi encontrado em um estabelecimento da região Centro-Sul. Ambos têm a mesma bandeira. No caso do etanol, a variação de preços chega a R$ 0,61 por litro, de R$ 1,888 a R$ 2,499. A diferença no litro do diesel chega a R$ 0,50 e, para o GNV, alcança R$ 0,30 por metro cúbico.
 
A análise do comportamento dos preços por região mostrou que somente no Barreiro houve aumento médio no preço dos combustíveis. Ali, o reajuste chegou a 0,31%. Em todas as demais regiões houve queda, com destaque para Venda Nova, com -1,17%, e Pampulha, com -0,80%.
 
(* Com Procon ALMG)