A Prefeitura de Belo Horizonte informou nesta segunda-feira (16) que já finalizou o Termo de Referência para contratação de empresa que fará o confinamento e manejo das capivaras da Lagoa da Pampulha, conforme determinação da Justiça Federal. “O Termo de Referência para contratação de empresa que fará tal procedimento já está finalizado. Vale lembrar que essa ação é uma proposta da PBH e não estamos sendo obrigados, judicialmente, a realizar. Essa ação, inclusive, foi a que realizamos anteriormente, mas que a Justiça mandou soltar os animais”, informou a PBH por meio de nota.

A prefeitura informou também que ainda está sendo elaborado um Termo de Referência, em conjunto com a Saúde/Zoonoses e Regional Pampulha, para licitação que irá contratar empresa para o combate aos carrapatos, que transmitem a febre maculosa e tem as capivaras como hospedeiras.

A decisão da Justiça para recolher as capivaras veio após a morte de um menino de 10 anos, vítima de febre maculosa, que visitou o Parque Ecológico da Pampulha dias antes de desenvolver a doença. Conforme a determinação da Justiça, as capivaras devem ser isoladas imediatamente pelo município. 

A PBH informou ainda que não há data prevista para recolhimento do roedores. 

Leia mais:
PBH é notificada judicialmente e vai avaliar como será o manejo das capivaras da Pampulha
Desembargador ordena isolamento de capivaras na Pampulha
Conselho Municipal de Saúde recomenda ampliação do monitoramento do carrapato estrela em BH