Moradores de 35 anos, sem comorbidades, já estão sendo vacinados contra a Covid-19 em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O avanço na proteção por faixa etária, de acordo com a prefeitura, só foi possível por causa da sobra de doses destinadas aos grupos prioritários.

No município, que abriga o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, e tem aproximadamente 6,8 mil habitantes, quase 60% das pessoas com mais de 18 anos receberam a primeira aplicação do imunizante.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Weslei Ramos, neste mês a cidade deu início à campanha de vacinação dos aeroportuários com o recebimento de 5.619 para esse público. "Houve uma sobra de doses devido a dois fatores. O primeiro é que alguns funcionários do terminal já tinham sido vacinados por fazer parte de outros grupos prioritários, como acima de 60 anos ou porque muitos receberam as doses nos municípios de origem. Diante da diminuição da procura, nós avançamos para outros grupos prioritários como comorbidades, funcionários da Educação, caminhoneiros e transporte urbano. Fechamos esses públicos 100%", explicou.

Além disso, um mutirão realizado na última sexta-feira (18) vacinou, em poucas horas, 990 pessoas de 40 a 59 anos, o que possibilitou ao secretário, com o aval do Estado, ampliar a aplicação das doses em moradores com 35 anos. "Foi um sucesso, nós mobilizamos cerca de 30 servidores e todo mundo que podia veio vacinar", disse Ramos.

Na próxima sexta-feira (25), a campanha avança ainda mais e atinge moradores de 34 anos. "Não precisa de cadastro, pedimos apenas que a pessoa leve o comprovante endereço e cartão do SUS". 

Ainda de acordo o secretário, caso o cronograma de remessas seja mantido, a expectativa é imunizar toda a população de até 18 anos contra o novo coronavírus até o mês que vem. "Para isso, precisamos apenas de 1.500 doses. Se a gente continuar nesse quantitativo de 300 doses por remessa, vamos finalizar no final de julho", comemora.

Weslei Ramos afirma que a doença está estabilizada, apesar do número de mortes ter aumentado em 100% durante o período da Onda Roxa, o que também sobrecarregou o sistema de saúde na cidade.

Confins tem, até o momento, 516 infectados e 11 mortes em decorrência da Covid-19. "Nós conseguimos melhorar os números de hospitalização e atribuímos isso à vacinação", concluiu Ramos.

Leia Mais:
Santa Luzia amplia vacinação contra a Covid-19 para moradores de 49 anos

Minas receberá 149.550 unidades da Janssen, vacina que requer a aplicação de apenas uma dose
BH amplia vacinação contra Covid-19 para moradores de 53 a 55 anos a partir desta quinta-feira