Confirmadas 21 mortes por gripe suína em Minas Gerais

Ana Clara Otoni - Do Portal HD
01/08/2012 às 15:43.
Atualizado em 22/11/2021 às 00:01
 (Luiz Costa/Arquivo Hoje em Dia)

(Luiz Costa/Arquivo Hoje em Dia)

Pelo menos 21 pessoas morreram com gripe suína em Minas Gerais. O número foi confirmado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quarta-feira (1º). Outras sete mortes estão sob investigação sob suspeita de que tenham sido motivadas pela doença. Até agora, foram registrados 52 casos de H1N1 no Estado. O balanço mostra que pessoas na faixa etária de 40 a 59 anos são as mais infectadas em Minas Gerais, calcula-se que 19 pessoas nesta faixa foi infectada e outras nove morreram com a doença.  Em seguida, as pessoas com idades entre 20 e 39 anos e 10 e 19 aparecem no ranking das mais atingidas pelo vírus H1N1 em Minas. Cinco pessoas que tinham entre 20 e 39 anos morreram e outras três faleceram com a doença, na faixa de 10 a 19 anos.    Prevenção   Medidas de higiene que reduzem a possibilidade de contágio são indicadas, já que a Influenza A é um vírus que circula pelo ar. A melhor maneira de se evitar a doença é lavar bem e com frequência as mãos com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenços descartáveis ao tossir e espirrar.    Tamiflu   Em julho, o medicamento oseltamivir, de nome comercial Tamiflu, deixou de integrar a lista de substâncias sujeitas à controle especial. Com isso, pode ser comprado nas farmácias ou retirado em unidades públicas de saúde com apresentação somente de receita médica simples, sem a necessidade de uma via ficar retida no estabelecimento. O antiviral é usado no tratamento da gripe, inclusive em casos de influenza A (H1N1) – gripe suína.   Vacinação   Terminou nessa terça-feira (31) a segunda dose da vacinação contra gripe suína. Em Belo Horizonte, 147 postos de saúde aplicaram as vacinas que estavam disponíveis para gestantes e crianças de 6 meses a 2 anos. Segundo a SMSA, neste ano, 384.673 pessoas foram imunizadas em BH, o que corresponde a 97% do público alvo. O teto estabelecido pelo Ministério da Saúde é de 80%.   A vacina contra a gripe suína também é gratuita para pessoas com problemas respiratórios, cardíacos, hipertensos, mas é preciso que haja indicação médica. As doses são encontradas em todas as unidades de saúde do Estado.   Balanço da SMSA mostra que, na capital, foram vacinadas 64.476 crianças; 59.293 trabalhadores da área de saúde; 240.080 idosos e 20.824 gestantes. A campanha foi realizada no dia 5 de maio. A vacina é contraindicada apenas para quem tem alergia a ovo.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por