As agências de atendimento presencial da Cemig amanheceram fechadas nesta segunda-feira (23), sem prazo para reabertura. Essa é uma medida da empresa de energia para combate à propagação do coronavírus e, consequentemente, da Covid-19. Com o fechamento, a Cemig pede aos seus 8,5 milhões de clientes que solicitem os serviços pelos canais digitais de atendimento, incluindo o WhatsApp.

"Os nossos canais digitais contemplam todos os serviços disponíveis aos clientes. Estamos adotando medidas para preservar nossa força de trabalho e os nossos clientes, sem prejudicar o atendimento e garantir o fornecimento de energia", afirmou o gerente de relacionamento com os clientes da Cemig, Luciano José de Oliveira. Segundo ele, é essencial que cada um faça a sua parte.

Entre os serviços disponíveis digitalmente, estão a segunda via de conta, histórico de contas, histórico de leitura e faturamento, religação de energia, troca de titularidade, ligação nova, aviso de falta de energia e o cadastro de recebimento de fatura por e-mail. "Esses serviços podem ser acessados por meio dos canais de atendimento disponibilizados pela companhia", explicou o gerente da empresa.

Luciano José ainda afirmou que a empresa está empenhada prioritariamente em manter a continuidade do fornecimento de energia em toda sua área de concessão, atuando de forma a garantir a segurança e conforto dos clientes durante o período de maior incidência do coronavírus.

WhatsApp

Os clientes podem solicitar serviços por plataformas digitais como o aplicativo Cemig Atende (disponível para Android e iOS), a agência virtual Cemig Atende Web (disponibilizada no endereço www.cemig.com.br), o SMS (enviar um torpedo para o número 29810) e os aplicativos Telegram e Whatsapp.

No Whatsapp, o atendimento é feito pelo número (31) 3506-1116. Nesse canal é possível consultar débitos, emitir a segunda via de fatura e informar a leitura do medidor. Já no Telegram, o cliente pode acessar três serviços: segunda via de conta, informe de leitura e aviso de falta de energia. Basta procurar a Cemig dentro do aplicativo ou adicionar o contato @CemigBot. Nesses canais, é possível realizar solicitações com agilidade e rapidez, sem a necessidade de sair de casa.

Home office

Segundo Luciano José de Oliveira, já estão em vigor mudanças internas na forma como a Cemig trabalha, até que o maior risco de incidência de coronavírus se reduza. A empresa optou pela adoção do sistema de home office, com a intenção de proteger a saúde dos empregados e demais colaboradores da empresa, contribuindo para as ações que estão sendo realizadas pelas autoridades sanitárias e para a manutenção da qualidade dos serviços prestados à população.

Leia mais:
Bolsonaro volta atrás e revoga artigo de MP que permitia suspensão de emprego por até quatro meses
Santuário do Caraça fecha parque e hotel durante quarentena contra o novo coronavírus
Governo define atividade da imprensa como essencial