Restos mortais de um homem foram encontrados no fim do tarde desta quinta-feira (20), em uma barragem da Herculano Mineração, que se rompeu em 10 de setembro,  em Itabirito, na região Central de Minas Gerais. O corpo pode ser do operário Adílson Aparecido Batista, de 44 anos, terceira vítima do acidente e estava desaparecido.
 
A Polícia Civil foi acionada em encaminhou a perícia para reconhecer se o corpo se trata de Aparecido. As buscas por ele foram encerradas em 25 de setembro, em função da instabilidade no terreno e risco para as equipes de resgate.
 
Segundo o Corpo de Bombeiros, funcionários mineradora encontraram os restos mortais de uma pessoa. Uma equipe de militares da corporação de Ouro Preto se deslocou para o local.
 
A delegada responsável pela investigação do deslizamento de uma barragem em Itabirito, Mellina Isabel Silva Clemente, informou, por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil, que irá colher os depoimentos do encontro do corpo nesta quinta-feira. As outras oitivas sobre o deslizamento e as outras vítimas já foram realizadas. Agora, a delegada aguarda a os resultados dos laudos periciais para concluir a investigação.
 
Buscas
 
A barragem B1 cedeu na manhã do dia 10 de setembro e os bombeiros trabalharam para localizar as vítimas. O corpo do topógrafo Reinaldo da Costa Melo, de 69 anos, que é funcionário terceirizado da mineradora, foi o primeiro a ser encontrado. Pouco depois foi localizado o corpo do motorista Cristiano Fernandes Silva, de 32 anos, que dirigia um caminhão que foi soterrado.
 
As buscas pelo operador de retroescavadeira Adílson Aparecido Batista, prosseguiram sem sucesso por 16 dias.
 
* Atualizada às 19h54