A polícia tenta esclarecer o que aconteceu com um bebê, de aproximadamente 1 ano e meio, que foi encontrado morto com marcas de espancamento às margens do Anel Rodoviário, na altura do bairro Olhos d'Água, na região Oeste de Belo Horizonte, na madrugada desta segunda-feira (25).

De acordo com os militares, um motorista avistou um homem em atitude suspeita, por volta das 3h, na margem da via, no sentido Rio de Janeiro. O denunciante decidiu fazer um retorno para saber o que havia acontecido, não encontrou mais o suspeito e acionou o 190.

No local, porém, coberto por uma blusa de frio de cor verde, com os pés e a cabeça destampados, estava a bebê, com marcas de hematoma na cabeça. Perto da vítima foram encontrados bilhetes, cujo conteúdo, não divulgado, poderá ajudar na investigação.

A corporação foi chamada, mas não localizou nenhum suspeito de envolvimento com o caso.

Em nota, a Polícia Civil informou que a perícia técnica compareceu ao local dos fatos para realizar os primeiros levantamentos e coletar materiais.

"Os peritos não visualizaram, externamente, nenhum ferimento além de hematoma na face. O corpo da vítima, sexo feminino, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal André Roquette (IML) e será submetido a exames periciais. A investigação segue em andamento. Outras informações serão repassadas em momento oportuno", declarou.

Leia mais:
Polícia Militar Rodoviária inicia operação para apreender armas de fogo nas estradas de MG
Conselho Nacional de Política Fazendária divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
Uberaba, no Triângulo, recebe 18 pacientes de Manaus para tratamento contra a Covid-19