O corpo de um homem foi encontrado decapitado, na tarde desta quarta-feira (3), em um barracão no bairro Santa Mônica, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar, peritos foram chamados e constataram que ele também levou uma pancada na cabeça, mas a causa provável da morte foi o corte no pescoço.

Ainda segundo a corporação, não foi possível fazer a identificação, uma vez que ele estava sem documentos e nenhum morador da região soube dar informações sobre a vítima.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais foram acionados por populares que relataram que um rapaz estaria sendo arrastado por sete indivíduos para o final da rua dos Mauês, que daria para um córrego. 

Os militares foram ao local, mas não encontraram nada. Um pouco mais tarde, uma ligação anônima informou que traficantes do aglomerado Índio teriam matado uma pessoa e que o corpo estaria em um barraco vazio nas proximidade da rua dos Mauês. 

A PM então fez nova incursão pelo local e, após 20 minutos de buscas, a vítima foi localizada no barracão do beco Várzea da Palma.

O homem estava caído no chão com a cabeça decapitada ao lado do corpo. Ainda segundo os militares, dois envelopes lacrados foram apreendidos ao lado do corpo. Em um havia R$ 460,00 e um cartão alimentação e, no outro, uma aliança de ouro com o nome de uma mulher e uma chave.

Nenhum morador soube informar a autoria do crime ou a identificação da vítima, o que leva a polícia a acreditar que ele não vivia no aglomerado.