O corpo encontrado em Vespasiano, na Grande BH, no fim da manhã deste sábado (2), pode ser do motorista de aplicativo Anderson Coelho Alves, de 27 anos, desaparecido desde a noite da última quinta-feira (31). Apesar de as polícias Civil e Militar não confirmarem identificação, pelas redes sociais familiares afirmam que a vítima é o rapaz. O cadáver estava em uma mata na avenida Antônio Mamede, que liga o Morro Alto ao Bela Vista.

Já o carro de Anderson foi localizado por volta de 6h50 deste sábado na rua H, no bairro Novo Horizonte, também na cidade, informou a Sala de Imprensa da PM. Em uma postagem, uma prima do homem disse que o veículo, um Palio, estava com o porta-mala vazio e sem manchas de sangue.

Ainda segundo os familiares, o motorista saiu para trabalhar por volta de 13h30 de 31 de dezembro. O último contato com os parentes foi feito por volta de 23h. Desde então, eles não tiveram mais notícias do jovem, que é morador de Confins, também na região metropolitana.

Em nota, a Polícia Civil informou que os militares ainda não tinham, até o momento, finalizado a ocorrência na delegacia. “O que podemos adiantar é que uma equipe da perícia técnica (da corporação) foi acionada e acompanha a ocorrência junto à Polícia Militar no local”, complementou em texto. 

Ainda não há identificação do corpo, que será encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) em Belo Horizonte.

Leia Mais:
Moradores de Nova Lima, na Grande BH, morrem afogados em Cabo Frio
Jovem de 19 anos morre afogado em lagoa de Esmeraldas
Quatro são presos durante operação de combate ao tráfico na região do Barreiro