Os corpos de um homem e de uma mulher foram encontrados carbonizados dentro do cômodo do primeiro andar de um edifício na avenida Paraná, no Centro de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (6). Uma pessoa que entrou no prédio para trabalhar foi quem encontrou os corpos e acionou a Polícia Militar. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e o médico atestou as mortes.

As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas, mas testemunhas disseram que no pequeno cômodo vivia um casal de vendedores ambulantes. Também teria chegado aos policiais a informação de que uma mulher teria recebido um telefonema do irmão dizendo que havia feito besteira e iria cometer suicídio.

A Polícia Civil informou que a equipe da Delegacia de Homicídios e a perícia estiveram no local, mas ainda é cedo para falar sobre dinâmica e autoria. Os corpor foram encaminhados ao Instituto Médico Legal. 

Mas o Corpo de Bombeiros informou que peritos encontraram perfurações no corpo da mulher. Por isso, há uma suspeita de que o homem tenha matado a companheira e depois tenha ateado fogo no local, provocando sua própria morte.