Correntes que prometem 'burlar' algoritmos e aumentar alcance das publicações invadem redes sociais

Liziane Lopes
llopes@hojeemdia.com.br
10/07/2018 às 11:00.
Atualizado em 10/11/2021 às 00:53
 (Flávio Tavares/Hoje em Dia)

(Flávio Tavares/Hoje em Dia)

Com redes sociais como Instagram e Facebook diminuindo cada vez mais o alcance das publicações, ou seja, sua aparição nas timelines dos amigos ou seguidores, uma onda de "correntes" se multiplica nessas redes. As mensagens, que em geral avisam sobre algoritmos que reduzem a visualização de posts, pedem ações dos usuários como "comente sim", "deixe um  Oi" ou "comente com um coração". Em seguida, a promessa: "Isso vai melhorar os nossos algoritmos e você começará a ver nossos posts novamente". 

A "simpatia digital", no entanto, em nada interfere nos algoritmos (códigos que filtram a entrega dos posts considerando milhares de fatores), mas tem potencial para irritar muita gente e ainda pode afastar, no caso das marcas, clientes insatisfeitos com tantos pedidos, alertam os especialistas em Marketing Digital.  

A estimativa de especialistas da área é que, no caso das marcas, os posts alcancem apenas 1% dos seguidores de forma orgânica, ou seja, espontanemente. "Se você conseguir 1% da base, está no lucro. Se estiver fazendo um conteúdo muito bom, você pode chegar a 5% da base, mas em média não passa de 1%", atesta a professora de Marketing Digital da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro Elis Monteiro. A professora lembra ainda que as pessoas que vão engajar com o conteúdo da corrente são aquelas que já veem os conteúdos daquele perfil, ou seja, não há ampliação do alcance. "É uma bobagem", finaliza. 

.Reprodução Rede Social

 A consultora em marketing digital Ayala Melgaço, há dez anos no mercado à frente da Mafalda Comunica, relata que a cada nova onda de virais que prometem superar os algortimos é acionada pelos clientes, em busca da fórmula mágica. "Explico que não tem como burlar o algoritmo. Conquistar um bom alcance orgânico nas mídias sociais é um trabalho árduo e contínuo. A concorrência pela atenção do usuário é cada vez maior", aponta.

 Reprodução Rede Social

 Motivo das mudanças

O argumento usado pelo Facebook em seus comunicados à comunidade é que o objetivo da rede é priorizar cada vez mais a interação entre os usuários e a aproximação entre as pessoas.  Então, a orientação é trabalhar a favor do algoritmo. "Em termos gerais, ele considera três critérios: interesse, novidade e relacionamento. "O assunto é de interesse dos usuários? O post foi publicado há pouco tempo?  O usuário já apresenta uma interação com você? Se sim, seu post tem mais chances de ser visualizado", diz Ayala.

Procurado, o Facebook não se manifestou sobre as correntes.

​Reprodução Redes Sociais

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por