Por ser cadeirante e não conseguir tomar banho sozinha, uma mulher de 82 anos acabou agredida e morta pelo próprio irmão, um coveiro de 57 anos, na zona rural de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Apesar do crime ter ocorrido no dia 1º de fevereiro, ele só foi descoberto na última quarta-feira (3), quando o desaparecimento começou a ser investigado e o corpo foi localizado enterrado próximo a um rio da cidade. 

Segundo a Polícia Militar (PM), uma viatura foi acionada por volta das 22h na rua Cobre, no bairro Taiaman, onde vizinhos relatavam o desaparecimento da idosa há mais de 60 dias. Com isso, o irmão dela foi abordado e passou a dar diversas versões diferentes para justificar o sumiço, o que levantou a suspeita dos militares. 

Entretanto, após ser pressionado pelos policiais, o suspeito acabou confessando que matou a irmã. Segundo o homem revelou à PM, depois de uma discussão por ela não conseguir tomar banho sozinha, ele a agrediu com tapas e socos. Após as agressões, o suspeito teria então dado um banho na irmã com uma mangueira, trocado o colchão e a coberto em seguida para que ela dormisse.

Ainda de acordo com a PM, somente no dia seguinte ele retornou ao quarto dela, percebendo então que a idosa estava morta.

Ocultação do cadáver

O coveiro também disse aos policiais que contou para o filho o que ocorreu e foi orientado a enterrar o corpo, esperando escurecer para desovar a vítima. Por volta das 23h, quando não havia movimento no bairro, ele usou uma pá e enxada para abrir uma cova às margens do rio Uberabinha, que fica a poucos quarteirões da casa onde o crime aconteceu.

Com a cova aberta, ele usou um carrinho de mão para levar o corpo da irmã até o local e a enterrou. Com a confissão do crime, os militares acionaram então o Corpo de Bombeiros, para localizar o cadáver, e a perícia da Polícia Civil (PC). 

Vizinhos contaram ainda que, como a vítima era acamada, o coveiro era responsável por receber a aposentadoria dela. Eles relataram ainda para os policiais que o filho do suspeito, que não teve a idade divulgada, fugiu quando avistou a chegada das viaturas policiais.

 O homem foi preso e conduzido para a Delegacia de Plantão da cidade, já na manhã desta quinta-feira (4). Ele permanecerá preso até que aconteça uma audiência de custódia. 

Leia mais:
'Minha filha foi vítima', diz pai de acusada da morte do jogador Daniel
Enfermeiro é condenado por morte de homem após ritual macabro em Sete Lagoas
PM prende homem suspeito de executar três pessoas com 29 tiros em Ipaba