Belo Horizonte chegou à marca de 42.875 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. Ao todo, 1.277 pessoas morreram com a doença na capital. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (2) pela Secretaria Municipal de Saúde, cinco pessoas perderam a vida nas últimas 24 horas na cidade, o menor índice desde o último dia 22.

Entre as pessoas que morreram vítimas do novo coronavírus em BH, 716 são homens e 561 são mulheres. A maioria dos óbitos, 82,4% (1.052), é formada por idosos acima dos 60 anos. Outros 15,2% (194) tinham entre 40 e 59 anos; e 2,4% (31), entre 20 e 39 anos.

Além disso, 97,4% dos óbitos são de pessoas com fator de risco, sendo 33 mortes registradas em pessoas sem comorbidades.

Índice de transmissão

A velocidade de transmissão do novo coronavírus voltou a crescer na capital nas últimas 24 horas. O número médio de contágio por infectado saiu de 0,92% para 0,94%. Ainda assim, a situação permanece controlada, abaixo de 1%.

Os três indicadores de monitoramento da doença continuam controlados. Além do índice de transmissão por infectado (Rt) abaixo de 1%, a taxa de ocupação das enfermarias está em 35,4%. Nas UTIs, o indicador está em 37,9%.

Números por regional

No levantamento por regionais, a Oeste é com o maior número de mortes: 163, quatro a mais que a Nordeste (159). Na sequência, aparecem a Noroeste (157), Venda Nova (149), Leste (143), Barreiro (141), Norte (129), Centro-Sul (119) e Pampulha (117).

Os bairros com maior número de casos confirmados da doença são o Alto Vera Cruz (105), Mantiqueira (78), seguidos do Cabana Pai Tomás (76) e Paraíso e Boa Vista, com 57 casos cada.