Os créditos do cartão BHBus passarão a ser vendidos em bancas de jornais e revistas de Belo Horizonte. A lei, sancionada pelo prefeito Alexandre Kalil, foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta terça-feira (16) e será regulamentada pelo Executivo em um prazo de 90 dias.

A modalidade que será comercializada nesses pontos é a do tipo "Usuário", na modalidade "Portador", cujo cartão de cor azul é adquirido pelos usuários que desejam se beneficiar dos descontos disponíveis nas linhas municipais. A recarga era realizada, desde 2012, a bordo dos ônibus. Sem a presença dos cobradores nos coletivos, no entanto, o serviço estava comprometido. 

Autor do Projeto de Lei que originou a norma, o vereador Eduardo da Ambulância (Podemos) chegou a dizer que o objetivo era "beneficiar o usuário que, pelo temor de assaltos e descuidos durante a operação, não tem aderido à modalidade de venda em pontos móveis da cidade, instituída este ano pelo Município".

A decisão do dono da banca pela comercialização "será espontânea e remunerada e será regulada pelo Executivo", detalha o texto da legislação.