Com índice de vacinação contra a gripe entre crianças e gestantes em 59%, Belo Horizonte vai prorrogar a campanha de imunização até 7 de junho. Inicialmente, a ação estava prevista para ser finalizada na próxima sexta-feira. Desde 10 de abril, 684 mil pessoas (78%) de todos os grupos prioritários procuraram os postos na capital para tomar as doses, informou ontem a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).

A meta, definida pelo governo federal, é proteger 90% do público-alvo. Dentre eles, o percentual foi atingido somente entre as puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto). 

Os idosos também aderiram à ação. Até agora, conforme dados da SMSA, quase 89% dos maiores de 60 anos foram vacinados na metrópole.

De acordo com especialistas, as fake news que circulam livremente pelas redes sociais podem ter contribuído para os índices insatisfatórios de cobertura entre as grávidas e os menores de 5 anos.

Estado

A situação é parecida em todo o território mineiro. “Historicamente, as crianças e gestantes são os públicos que menos procuram a vacina e a cobertura atual entre eles é de aproximadamente 73%”, ressalta a coordenadora de Imunização da Secretaria de Secretaria de Estado de Saúde (SES), Josianne Gusmão.

Segundo a pasta, 4,9 milhões doses contra a gripe já foram aplicadas em Minas, o que corresponde a 81,1% do público-alvo. Ainda é necessário que 1,1 milhão de moradores procurem as salas de vacinação.

Por meio da assessoria, a SES disse que ainda não recebeu comunicado oficial do governo federal sobre a prorrogação da campanha, anunciada na última segunda-feira pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Portanto, ainda não se sabe quais medidas serão adotadas.

Casos

Em 2019, até o momento, 56 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causados pelo influenza foram registrados em Minas. Desses, quatro evoluíram para óbito. 

As mortes, que estão associadas ao vírus A (H1N1), ocorreram em Belo Horizonte (2), Juiz de Fora (1), na Zona da Mata, e Andrelândia (1), no Sul do Estado.

Leia mais:

Minas precisa vacinar cerca de 1,1 milhão de pessoas contra gripe até sexta para atingir meta

Mortes por gripe sobem para quatro em Minas; vacinação termina dia 31

Ministro diz que baixa adesão a vacinação pode comprometer hospitais