Criatividade como saída

Editorial / 04/01/2015 - 06h58
Nem tudo é pessimismo quando se projetam negócios para este ano. O mercado de produtos eróticos, por exemplo, tem elementos para acreditar em crescimento. Assim como as indústrias da beleza e do entretenimento, experimenta expansão da demanda capaz de gerar novos empreendimentos e, consequentemente, empregos. Os estímulos vêm de filmes, livros e das redes sociais que se tornam aliadas de empresários dispostos a investir em produtos que estimulam a sexualidade. 
 
Para os demais mercados, não há muito o que esperar. Tanto Brasil quanto Minas Gerais fecharam 2014 com as economias em retração. No âmbito nacional houve crescimento do Produto Interno Bruto, mas num índice muito baixo, possivelmente não superior a 0,7%. No Estado, a situação foi pior, com o PIB fechando em queda de 0,4%. Portanto, os pessimistas encontram argumento para dizer que não se pode esperar muito deste ano que mal começou, já abriga promessas de ajustes no serviço público e ameaças de atraso no pagamento do funcionalismo de alguns estados, o que é mau sinal não só para os próprios trabalhadores como para a economia como um todo. Afinal, menos dinheiro circulando no comércio e na prestação de serviços tem reflexo até na indústria. 
 
Não há medidas mágicas para se mudar o cenário. A retração econômica não acontece somente no Brasil e aparece com certo grau de inevitabilidade. Por outro lado, os setores que usarem criatividade, como os de entretenimento, cosméticos e especialmente o de produtos eróticos, poderão se safar da crise. Como o peso desses setores no montante geral do PIB não é alto, pouca influência surte o desempenho deles na totalidade da economia brasileira. Afinal, é evidente que o atrelamento aos setores tradicionais impede que o Brasil deslanche. As commodities petróleo e minério de ferro manterão os preços baixos neste 2015, impedindo a expansão da economia. O café, outro produto importante tanto no território nacional quanto no estadual, terá preço estabilizado, mas uma produção incapaz de responder à demanda, uma vez que a incidência de chuvas não vem ajudando.
 
No microcosmo, no entanto, os empreendedores fazem a diferença. Se os ajustes fiscais que o governo federal promete podem ser nocivos à economia, restará a cada um segurar-se como puder. A sobrevivência dos negócios não pode depender exclusivamente de fatores externos. 

Compre Hoje

Aspirador de Pó 2 em 1
ObaTablet – Desenvolvido para 3º Idade
Kit ObaPhone Flip - Celular para Idosos
Kit Safe Clean - Aspirador de led e Compressor
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários
Publicidade