A “cidade dos ipês e das escolas”, como é conhecida entre os lavrenses, tem projeção internacional pela qualidade da educação. A Universidade Federal de Lavras, a UFLA, ganhou um capítulo no relatório Guia de Excelência da Universidade de Cambridge, em Londres, Inglaterra e, pelo quarto ano seguido, alcançou o 1º lugar do Índice Geral de Cursos (ICG), instrumento de avaliação do Ministério da Educação (MEC).

O reitor da UFLA José Roberto Scolforo ressalta que a universidade, forte especialmente em Ciências Agrárias, ocupa também o segundo lugar no ranking das melhores do Brasil, depois da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). “De 2007 para cá, oscilamos entre os primeiros e terceiros lugares em compromisso com a qualidade da educação na graduação e na pós. Mas o número nos interessa pouco. O importante é estar no grupo seleto das dez mais”, afirma. 

A instituição tem 24 cursos de graduação e 51 entre mestrado e doutorado, com 1.200 projetos de pesquisa. 

Para este ano, uma das novidades da Ufla é a oferta do curso de Medicina, a partir do segundo semestre, e a reativação do antigo Hospital do Coração de Lavras, que será hospital-escola para os alunos do curso. 

Outro sonho do reitor da UFLA é obter o reconhecimento internacional da universidade. “Nome conhecido lá fora nós temos, mas a UFLA ainda não está nos índices. Temos que ter, para isso, mais inovação, maior integração com as universidades do exterior e intercâmbio de estudantes”, diz Scolforo. 

Na educação particular, o Centro Universitário de Lavras (Unilavras), fundado há 45 anos e hoje com 3.200 alunos, formou grande parte da mão-de-obra nas áreas Humanas e de Saúde da cidade. Ele deve disponibilizar, a partir deste ano, cursos de EAD (Ensino a Distância.) 

Segundo a reitora da Unilavras, Christiane Lunkes, os 14 cursos de graduação atingiram a nota mínima de três nas avaliações do MEC. “Temos a responsabilidade social de atender a demanda regional e de oferecer cursos que a cidade de Lavras precisa. Por isso, temos clínicas de fisioterapia, odontologia, psicologia e Núcleos de Práticas Jurídica e Geriátrica que atendem mais de 15 mil lavrenses gratuitamente. E damos bolsa para um terço dos alunos de baixo poder aquisitivo”.
 

Unilavras
Formação - O Unilavras tem 14 cursos de graduação e formou grande parte da mão de obra da cidade nas áreas de Humanas e Saúde