O Promotor de Defesa do Patrimônio Público, Eduardo Nepomuceno, se reuniu na tarde desta quinta-feira (24) com representantes da Sudecap, Construtora Cowan, e Procuradoria do Município para discutir a situação da alça norte do viaduto "Batalha dos Guararapes", na avenida Pedro I.

De acordo com o promotor, ficou acordado que a Cowan vai arcar com os custos do projeto da demolição, com a execução do projeto e com a hospedagem das famílias vizinhas ao local.

Assista ao vídeo que mostra como foi processo de construção do viaduto:

Veja a animação de como se deu a ruptura e queda da estrutura na Pedro I:

 
Caso seja provada a responsabilidade de outra empresa pela tragédia, a Cowan poderá acionar a justiça para reaver o valor gasto. A estimativa de prejuízo até o momento é de R$ 10 milhões, referente ao valor do projeto e execução do viaduto.

A investigação do MP sobre o episódio faz parte de um inquérito maior, aberto no ano passado, para checar possíveis prejuízos causados pelas obras de mobilidade em BH. Um laudo de todas as obras está sendo feito pelo Conselho Regional de Engenharia (CREA) e deve sair no prazo estimado de quatro meses.

"O fato de o erro estar no projeto não exime a responsabilidade da Sudecap ou da Cowan. Uma aprovou o projeto e a outra executou. Deve ser investigada a responsabilidade de cada um", afirmou o Promotor.

Confira a galeria de fotos da tragédia: