A esposa do homem apontado como um dos maiores traficantes de Belo Horizonte, que devido ao poder que exercia no mundo do crime tinha a alcunha de "dama do tráfico", foi presa pela Polícia Civil, nesta semana, na região da Pampulha.

A "tia", como também era conhecida, estava há cinco anos foragida. Ela usava documento falso para dificultar a identificação pela polícia. A mulher foi localizada e capturada na quinta-feira (23), no bairro Bandeirantes.

Com a "dama do tráfico", os policiais apreenderam anotações manuscritas que traziam a contabilidade do tráfico de drogas, além de duas balanças de precisão e um veículo.

"Tia" era esposa do traficante Luiz Cosme Barbosa, o "Barriga". O homem era conhecido como o "rei do tráfico". Ele foi preso em 2010 e cumpre pena no Complexo Penitenciário de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH.

Na época em que foi detido, "Barriga" vivia uma vida de luxo e acumulava um patrimônio estimado em R$ 5 milhões. Conforme a polícia, ele tinha várias mansões e sítios em nomes de laranjas.