Moradores de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, contam agora com uma sede própria e permanente da Defensoria Pública de Minas Gerais. O escritório foi aberto nesta segunda-feira (1º), no bairro Ipiranga, próximo ao fórum da cidade.

A intenção dos defensores é acolher, especialmente, as pessoas que foram afetadas direta ou indiretamente pelo rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em 25 de janeiro. Antes disso, os defensores saiam de outras cidades (como Belo Horizonte) para fazer o atendimento em Brumadinho).

As principais demandas dos moradores da cidade estão relacionadas a indenizações e doações. Mas o atendimento da Defensoria Pública, que está presente em outras 112 comarcas de Minas Gerais, não está limitado apenas à tragédia. 

Serviço: Defensoria Pública de Minas Gerais em Brumadinho

Endereço: Rua Oligisto, 197, bairro Ipiranga (próximo ao fórum)
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h e das 13h às 17h
Áreas: família, sucessões e cível

Leia mais:
Vale perde declaração de estabilidade em dez novas barragens; 17 estruturas estão sob risco em Minas
Tombamento da mina do Morro Velho é uma das metas do Iepha
'Coletivo de Amor a Brumadinho' reúne artistas em SP para arrecadar doações
Bolsonaro condecora em Israel militares que trabalharam em Brumadinho