A chuva forte que causou estragos em Belo Horizonte nessa quinta-feira (18) voltou a assustar os moradores e traz riscos de inundação em pontos da cidade na tarde desta sexta-feira (19). Segundo a Defesa Civil, diversas regionais apresentam atmosfera instável e a previsão é que a chuva permaneça pelas próximas duas horas. 

A precipitação teve início por volta das 15h40 e até as 16h já havia caído 17 milímetros de água na região Oeste e 12,6 mm na Centro-Sul. O índice é considerado alto pela entidade. 

Justamente nessas regiões a Defesa Civil emitiu, agora há pouco, alertas sobre a possibilidade de inundações, pedindo que os motoristas evitem trafegar nas seguintes vias: 

Centro-Sul: risco de transbordamento do Córrego do Leitão

- Rua Joaquim Murtinho, no cruzamento com as ruas Marquês de Garcia, Marquês de Maricá e Marquês de Paranaguá, todas no bairro Santo Antônio;

- Rua Mato Grosso, no cruzamento com Rua dos Tamóios, no Centro.

Oeste: risco de transbordamento do Córrego dos Pintos e Ribeirão Arrudas

- Avenida Tereza Cristina, no cruzamento com a avenida do Contorno, no Barro Preto e avenida Francisco Sá, no Prado. 

Mais cedo, às 15h23, a Defesa Civil recomendou atenção redobrada devido ao indicativo de granizo no decorrer das próximas horas

Os ventos chegam a 50 quilômetros por hora e devem perdurar até o meio dia deste sábado (20). 

Outras recomendações da Defesa Civil

- Não entre ou trafegue em áreas sujeitas a alagamento e adote medidas de autoproteção, como: 
- Tenha um lugar previsto, seguro, onde você e sua família possam se alojar no caso de chuva de granizo.
Não permaneça em áreas abertas como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos;
- Não fique no alto de morros ou no topo de prédios;
- Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas;
- Evite estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica;
- Evite estruturas altas tais como torres, de linhas telefônicas e de energia elétrica.

Leia mais:
Defesa Civil alerta para possibilidade de granizo em BH nesta sexta-feira
Estragos e prejuízos: choveu mais da metade do esperado para este mês em BH
Estragos e prejuízos: choveu mais da metade do esperado para este mês em BH