Risco de novo desabamento é avaliado pela Defesa Civil, na manhã desta sexta-feira (19), no bairro Colorado, em Ibirité, na Grande BH. No local, uma casa de três andares caiu, na tarde dessa quinta (18), matando uma mulher de 37 anos e ferindo um operário, de 24. O órgão municipal verifica se imóveis vizinhos foram abalados. 

Até o momento, foi interditada uma residência que seria atingida caso uma parede que ficou suspensa após o desabamento caísse. Não há previsão para demolição do restante da casa. A causa do colapso da estrutura será investigada. 

"O que tinha que acontecer, já aconteceu. Agora, é fazer uma avaliação técnica com calma e sentar com os moradores, que já estão em locais seguros", afirma o coordenador da Defesa Civil, Nemias Leonardo de Melo. 

Segundo ele, a prioridade é o apoio à família da vítima, proprietária do imóvel. Arlete Nunes deixou uma filha de 14 anos e um filho de 21 anos, que estavam na casa no momento do desmoronamento, mas conseguiram sair a tempo. Uma equipe de assistentes sociais irá acompanhar e dar suporte aos jovens. 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Ibirité para ter informações sobre a legalidade da obra e aguarda retorno. 

Foi contatada, também, a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), responsável pelo Pronto-Socorro João XXIII, para saber o estado de saúde do operário. A Fhemig informou que está apurando o caso e que irá averiguar se a família permitiu repassar o boletim de saúde da vítima.

O caso

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a proprietária da casa e um operário que trabalhava na obra ficaram sob os escombros após a queda do imóvel.  

A mulher chegou a ser atendida, mas não resistiu e morreu. O homem foi levado de helicóptero para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Na hora do desabamento, ele estava em um ponto mais alto da residência e ficou protegido por uma porta. 

Leia mais:
Mulher morre soterrada e homem fica ferido em desabamento de casa em Ibirité