As fortes chuvas que atingiram nos últimos dias a cidade de Datas, na região Central de Minas Gerais, levaram uma represa de água de um fazendeiro a apresentar risco de rompimento. Diante da situação, a Defesa Civil Estadual fez vistorias no local na terça-feira (10) e, após a drenagem de grande parte do volume da estrutura, nesta quarta-feira (11) o risco foi descartado. 

Represa de Datas

Conforme o boletim divulgado pela Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Minas Gerais (Cedec-MG), uma vistoria realizada na represa pelo Corpo de Bombeiros detectou diversas rachaduras no barramento de terra e, no ponto onde há um escoamento por manilha, foi encontrado  "um carreamento de parte do barramento ao redor da saída deste escoamento". 

Datas-MGA represa particular colocava em risco três casas, sendo que só duas delas estavam ocupadas 

"Um fazendeiro represou água para utilização na agricultura de batata, morango e milho. Com as chuvas o nível de água elevou muito. Estivemos lá ontem (terça) com um engenheiro da prefeitura e um técnico do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) e fizemos todos os apontamentos", pontua o porta-voz do órgão, tenente-coronel Flávio Godinho. 

Já na manhã desta quarta, o órgão retornou até a cidade e fez uma nova fiscalização. Foi verificado que a drenagem conseguiu reduzir em aproximadamente 1 metro o nível da água. "A situação está controlada e não há risco de rompimento", garantiu o oficial. 

Conforme a Cedec, existem abaixo da represa três residências, sendo que uma está vazia e as outras duas casas já foram contactadas e avisadas de que não há necessidade de evacuação. "A represa tem em torno de 150 mil m³ de água, então com a drenagem já diminuiu bem a quantidade e as nossas atividades já estão sendo finalizadas na cidade", finaliza Godinho. 

Leia mais:
Chuva causa rompimento parcial de barragem na Bahia e prefeito pede que moradores deixem suas casas
Vale diz que rejeitos de barragem não chegarão ao rio São Francisco
Represa de Belo Vale transborda por causa de temporal e assusta moradores