Duas novas mortes por dengue foram confirmadas, nesta sexta-feira (17), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os óbitos ocorreram em Viçosa, na Zona da Mata, e em Santa Rosa da Serra, no Alto Paranaíba. Com os novos registros, o total de falecimentos pela doença chega a 12 em Minas Gerais somente neste ano.
 
As outras dez mortes confirmadas até o momento foram registradas em Iguatama (1), Faria Lemos (1), Fronteira (1), Ouro Preto (1), Três Corações (1), Três Pontas (1), Uberaba (3), Uberlândia (1), Viçosa (1) e Santa Rosa da Serra (1). Em 2014, Minas Gerais somou 51 óbitos pela dengue.
 
Quanto ao número de casos confirmados da dengue, até esta sexta-feira a SES registrou 16.138 ocorrências. O aumento foi de 18,7% em relação a última semana, quando o número estava em 13.587. 
 
Apesar de vários casos notificados ainda estarem em análise pela SES, os dados mostram uma redução quanto ao número de ocorrências confirmadas neste ano, em relação ao ano passado. Em janeiro deste ano foram 3.457 episódios contra 4.009, em janeiro de 2014. Em fevereiro foram 5.670 contra 7.670 no mesmo período do ano passado. Já em março deste ano foram 6.440 contra 9.770 em março de 2014.
 
Dengue em BH
 
Em Belo Horizonte, neste ano foram confirmados 862 casos de dengue na capital. A regional com o maior número de casos é o Barreiro, com 226 confirmações, seguida pelas regionais Noroeste (147) e Norte (118). Confira a planilha abaixo:
 

 

Distrito

Dengue

Dengue com sinais de alarme

Dengue grave

Descartados

Pendentes

Total

Barreiro

222

4

0

176

367

769

Centro sul

28

1

0

37

101

167

Leste

36

1

0

86

266

389

Nordeste

80

1

0

122

259

462

Noroeste

144

2

1

102

251

500

Norte

113

5

0

129

400

647

Oeste

101

0

0

141

216

458

Pampulha

66

2

0

169

270

507

Venda Nova

46

0

0

106

196

348

Total

845

16

1

1.071

2.435

4.368

 
 

Febre chikungunya

Em 2015 foi confirmado um caso de febre chikungunya em Minas Gerais. Outros nove casos foram descartados e cinco estão em investigação. O caso confirmado neste ano foi importado da Colômbia e ocorreu em mulher de 27 anos, residente em Viçosa.
 
Sobre a hipótese de um caso de febre Chikungunyua em 27 de março, de um homem no município de Nova Serrana, a Secretaria de Estado de Saúde informa que até o momento não há registros de qualquer exame que possa comprovar a doença.