Trinta e quatro pessoas morreram e 253 acidentes foram registrados durante o feriado de Natal nas rodovias que cortam Minas Gerais, segundo as polícias rodoviárias Estadual e Federal. Foram 24 mortes e 140 acidentes nas vias estaduais e 10 óbitos e 113 ocorrências em rodovias federais. Diante dos números, o alerta para os motoristas que irão pegar a estrada durante o feriado do Ano Novo deve ser reforçado. É o que orienta o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG).

De acordo com o órgão, historicamente, as rodovias ficam ainda mais movimentadas nesta época do ano e, com isso, mais perigosas. Além do aumento no fluxo de carros, os motoristas ainda encontram outros problemas, como as chuvas. Pos isso é preciso redobrar a atenção e conhecer as condições das rodovias.

O primeiro cuidado é planejar a viagem, informando-se das condições das estradas, e, durante o deslocamento, praticar a direção defensiva, respeitando a sinalização. Estas são as orientações básicas DER-MG, que recomenda ainda que os motoristas anotem os telefones dos atendimentos de emergência e façam uma revisão geral no carro, para sair com segurança e evitar aborrecimentos.

Outras precauções como a verificação do sistema de freios, manter os pneus em bom estado e calibrados, o uso de cadeirinhas para transportar crianças, paletas dos limpadores de para-brisa verificadas e faróis funcionando adequadamente, também devem ser tomadas para garantir uma viagem tranquila e segura.

Pontos de atenção

Devido a pandemia, as viagens de carro poderão estar em primeiro plano para muitas pessoas, o que deve exigir cuidados redobrados, como avalia a gerente de Educação para o Trânsito do órgão, Rosely Fantoni. "Nem todos os motoristas sabem que as primeiras chuvas são as mais perigosas, pois são elas que deixam as pistas escorregadias e o usuário não percebe o perigo que tem pela frente caso não diminua a velocidade e redobre a atenção", ressaltou.

Ela destaca, ainda, os procedimentos mais importantes, como o descanso do condutor, a importância do uso do cinto de segurança, o uso do farol baixo sob chuva ou neblina, a ultrapassagem somente quando houver total segurança e visibilidade, redução da velocidade e não frear bruscamente, além de não fumar dentro do carro, mantendo distância para o carro da frente e evitando parar no acostamento. “Sendo inevitável parar, o motorista deve ligar o pisca-pisca, colocar o triângulo e galhos de árvores como alerta. Além disso, todos os ocupantes do carro devem sair e permanecer longe da pista. Caso o motorista precise parar em uma curva, deve colocar a sinalização de forma que outros vejam antes o problema", finalizou.

Leia mais: 
DER-MG restringe tráfego de veículos pesados nas rodovias durante os feriados de fim de ano
Quatro pessoas morrem em queda de avião no Paraná
PRF registra dez mortes em acidentes nas rodovias federais de Minas durante feriadão de Natal