A pandemia da Covid-19 mostrou a importância da tecnologia nas diversas atividades, entre elas a educação. Especialistas dizem que ter contato com diferentes técnicas e ferramentas durante o processo de aprendizado ajuda a internalizar e despertar novas habilidades, que cada vez mais são demandadas pelo mercado de trabalho.

O tempo atual demanda desafios e o modelo de educação tradicional não consegue acompanhar. Para que os profissionais consigam dar conta das demandas do mercado de trabalho, é fundamental que inovação, educação e carreira estejam atrelados. 

Os estudantes devem aprender a ser mais proativos e persistentes, além de cada vez mais aptos a abraçar riscos. 

A psicóloga, mestre em Ciências das Organizações e Instituições pela Universidade de Montpellier, na França, doutora em Educação e diretora de Inovação do Núcleo de Inovação Acadêmica (NINA), Sarah Vilaça, diz que o caminho é educação, inovação e carreira. 

" A educação vai precisar abordar temas holísticos e humanos para transformar os atuais alunos em profissionais mais engajados e inovadores", conclui a especialista que é diretora de Inovação do Núcleo de Inovação Acadêmica (NINA). 

Acompanhe a entrevista na íntegra.

Leia Mais:
Falta de doses da AstraZeneca em Minas deve ser normalizada nos próximos dias, diz secretário