Um dos fatores que explicam a redução no tempo das viagens no Move é a implantação de corredores próprios de circulação e de faixas exclusivas. Porém, a falta de conscientização de alguns motoristas de carro, que invadem a área reservada ao transporte público para fugir de congestionamentos, deixa o sistema menos eficiente.

Nessa quinta-feira (21), o Hoje em Dia flagrou vários veículos transitando em faixas exclusivas para o Move. A solução encontrada pela BHTrans foi a instalação de radares. Hoje são apenas dez em funcionamento. “As pessoas não desrespeitam onde há radar”, diz o presidente da autarquia, Ramon Victor Cesar.

Desrespeito geral nas faixas exclusivas

A BHTrans está concluindo duas licitações para contratação de empresas que irão operar novos equipamentos nos corredores e faixas exclusivas, tanto para fiscalizar invasão quanto o excesso de velocidade. Os dois certames não especificam a quantidade de radares. O primeiro indica o monitoramento de 351 faixas dos corredores do Move. O outro é destinado à fiscalização de 827 faixas de pistas mistas.

Recursos de empresas participantes justificam a demora na finalização das licitações. Ramon Victor estima que os aparelhos comecem a operar até o fim do ano.