A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar em que circunstância a detenta Deborah Luiza Machado da Silva, de 26 anos, foi morta. Ela estava reclusa em uma cela da Penitenciária Estevão Pinto, no bairro Horto, região Leste Belo Horizonte, quando agentes a encontraram com uma corda artesanal, feita com lençol, enrolada no pescoço.
 
Deborah foi socorrida pelos profissionais de saúde da unidade, que prestaram os primeiros socorros. Ela foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (Upa) Leste, onde não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso ocorreu por volta das 5 horas de quarta-feira (10).
 
A perícia esteve no local e o laudo apontado a causa da morte deve ser concluído em 30 dias. Por meio de nota, a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) informou que também instaurou um procedimento interno para apurar o caso.