Como posso fazer o bem? É com essa premissa que a relações públicas e publicitária mineira Nathália Simões lança, na manhã deste sábado (28), Dia Nacional do Voluntariado, o livro infantil com a mesma questão no bairro Castelo, na região da Pampulha, em Belo Horizonte.

De acordo com a autora, “Como posso fazer o bem?” (Ed.Gulliver/selo Adelante) é um incentivo para as crianças conhecerem as diversas formas de praticar o voluntariado, e traz valores essenciais, como a colaboração, empatia e a solidariedade.

“Por meio do diálogo com sua mãe, a menina Marina, personagem principal da história, compreende que fazer o bem começa com ações simples em seu próprio espaço, mas desenvolve, também, um olhar atento para as carências de atos de gentileza e solidariedade com as pessoas em torno dela”, contou a escritora.

Para a produção do livro, Nathália Simões realizou um financiamento coletivo para a produção inicial de 500 livros, sendo que metade da tiragem foi doada ao Novo Céu, organização social sem fins lucrativos, que acolhe crianças, adolescentes e adultos com paralisia cerebral, em Contagem, na Região Metropolitana de BH.

“Foi uma alegria e um grande desafio escrever sobre essa temática para as crianças. Ao mesmo tempo que eu precisava trazer os conceitos para o universo infantil, tornando-os compreensíveis e interessantes, como especialista e palestrante nessa área, não poderia tratá-los de maneira muito simplista, reduzindo toda a riqueza de aprendizado. Os adultos que se aventurarem na leitura, junto com as crianças, poderão ter reflexões muito preciosas”, disse.

O lançamento e sessão de autógrafos será às 9h, neste sábado (28), na Manjericão Mercado e Padaria (av. Heráclito Mourão de Miranda, 1.466/loja B, Castelo – BH). Outras informações sobre o livro estão no site da autora (clique aqui).

Leia mais:
Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia lança cartilha gratuita sobre violência
'Escape' na descida do Betânia pode frear acidentes, mas Anel Rodoviário demanda novas intervenções
Menino de 6 anos entrega currículo nos Bombeiros em Minas: ‘caso vocês precisem’