A Prefeitura de Diamantina, na região Central do Estado, informou que aguarda os laudos periciais e que já está fazendo o levantamento das intervenções necessárias para recuperação da Capela de Santa Rita, no distrito de Sopa, destruída por um incêndio na última sexta-feira (4). Segundo o executivo municipal, as alternativas são buscar recursos junto a órgãos públicos e a comunidade.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio consumiu toda a estrutura da capela, sobrando apenas as paredes em ruínas, sem desmoronar. Uma equipe com nove militares e o apoio de três carros e um caminhão pipa atuaram no combate às chamas que foram controladas por volta das 17h de sexta-feira. O local foi totalmente interditado, pois corre o risco de desabar. Não houve vítimas.

A principal suspeita, conforme as primeiras averiguações da perícia, apontam para um possível curto-circuito.

Em um vídeo feito por moradores e divulgado em redes sociais, é possível ver as chamas bem altas que consumiram rapidamente o interior da igreja.

Assista:

A capela integra o patrimônio tombado da cidade e é reconhecido pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA-MG) pelo valor artístico.

Leia mais:

Curto-circuito pode ter provocado incêndio em capela centenária de Diamantina
Igreja destruída por fogo em Diamantina passa por perícia nesta tarde; assista ao vídeo da explosão
Incêndio destrói capela de Santa Rita em distrito de Diamantina; veja vídeo