O avanço da vacinação contra a Covid-19 tem impactado na ocupação de leitos no Estado. A Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), por exemplo, registra queda na lotação das UTIs e enfermarias nas seis unidades que são referência para atendimento de pacientes com a doença.

A taxa de ocupação das unidades está em torno de 68% entre os leitos de UTI e de enfermaria, segundo dados da última segunda-feira (2). 

As unidades que atuam na linha de frente para o atendimento da pandemia de Covid-19 da Rede Fhemig são quatro na capital: hospitais Eduardo de Menezes, Júlia Kubitscheck, Infantil João Paulo II e João XXIII. No interior, dois: Hospital Regional João Penido, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e o  Regional Antônio Dias, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba.       

Para falar sobre o atendimento a pessoas com Covid na Fhemig, a diretora Assistencial da rede, Lucinéia Carvalhais, conversa com a repórter Maria Amélia Maia, nesta quarta-feira (4), às 17h. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.   

Números

Minas Gerais tem 51.342 moradores infectados pelo novo coronavírus, sendo que nas últimas 24 horas foram registrados 5.292 novos casos da doença.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico, divulgado nesta quarta, 10.351.097 pessoas já tomaram a primeira dose da vacina, 3.839.094 receberam as duas doses e 449.268 tomaram a vacina de dose única.