Três em cada quatro matrículas de estudantes no ensino superior em Minas são em instituições privadas. Assim, as faculdades têm se preocupado cada vez mais com iniciativas inovadoras que reconhecem a diversidade da sociedade e permitem que públicos distintos tenham acesso às salas de aula. Esse é o mote do 12º Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, que acontece nos próximos três dias, pela primeira vez, em Belo Horizonte.

Voltado não só a profissionais, mas a pessoas que atuam na área, o evento contará com especialistas que irão mostrar como perfis diferentes de estudantes e professores são importantes para trazer propostas novas e gerar retorno à qualidade da educação.

É o que explica o presidente do Fórum e da Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (Abmes), Celso Niskier. “Há estatísticas no mundo demonstrando que, quanto maior a diversidade nas organizações e nas culturas, maior a taxa de inovação. Nós apostamos na inovação e nas tecnologias que estão surgindo e mudando a educação”, diz. 

Dentre os assuntos debatidos estão estratégias para atrair novos graduandos e até mesmo meios de fazer com que a universidade seja mais acessível, por exemplo, a pessoas com mais de 35 anos, que representam 39% dos matriculados na modalidade a distância.

“Essa é uma preocupação das Instituições de Ensino Superior (IES). Esse público deve ter acesso e condições de continuar estudando. Vamos conhecer, por exemplo, o caso de uma faculdade referência em diversidade étnica”, afirmou o professor.

Serviço

Cerca de 500 pessoas devem participar do congresso, que acontece no Hotel Ouro Minas e está com as últimas vagas para inscrição. Amanhã, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, participa da solenidade de abertura na capital mineira.

Na sexta-feira, servidores da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), do ministério, atenderão os representantes das IES. O objetivo é aproximar gestores das instituições com a diretoria da pasta.

Mais de 45 palestrantes, educadores e representantes do serviço público vão orientar painéis e workshops. A programação completa está no site cbesp.com.br.