Pelo menos 207 pessoas já morreram neste ano em Minas por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 34 por Influenza. Os dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nessa segunda-feira (8) representam um aumento de quase 50% no número de óbitos por Influenza em relação ao último balanço divulgado no dia 26 de junho, que contabilizava 23 mortes. 

Além disso, 169 casos de contaminação por Influenza foram confirmados no Estado, e 241 pessoas estão contaminadas por outros vírus respiratórios. Dos casos confirmados por Influenza, predomina com 96,4% o tipo A, precedido da ocorrência de Influenza B, com 0,6%, e da Influenza não tipada, com 3%. 

Belo Horizonte concentra o maior número de óbitos por SRAG no Estado, com 9 registros. Outros municípios que registraram mortes causadas pela síndrome são João Monlevade, Juiz de Fora, Minduri, Pedralva, Uberlândia, Além Paraíba, Andrelândia, Campo Belo, Conselheiro Lafaiete, Frutal, Itaúna, João Pinheiro, Lagoa Santa, Leopoldina, Mariana, Prata, Sabará, Santa Rita de Jacutinga, Santo Antônio do Aventureiro e Timóteo. 

GripeClique para ampliar

Leia mais:

Brasil registra 339 mortes por gripe até junho, revela Ministério da Saúde
Influenza já matou 23 pessoas em Minas em 2019, oito delas em BH
Minas bate meta de vacinação contra gripe; doença matou 13 no Estado neste ano