Seis municípios brasileiros alteraram o nome oficial entre março de 2019 e janeiro de 2020, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Duas cidades mineiras estão na lista. 

As mudanças envolvem apenas alterações ortográficas. São Thomé das Letras, na região Sul de Minas, passa a ser São Tomé das Letras, enquanto Dona Eusébia, na Zona da Mata, adotou Dona Euzébia.

Outras duas localidades brasileiras tiveram correções. Ererê, no Ceará, passa a ser chamado Ereré. Já Xavantes, no interior de São Paulo, agora é Chavantes.

A mudança mais radical ocorreu com Augusto Severo, no Rio Grande do Norte, que passou a se chamar Campo Grande.

Segundo o IBGE, desde 1938 já ocorreram 121 alterações de nome de municípios. A última delas havia ocorrido em 2017, quando São Luís do Paraitinga (SP) trocou o s pelo z e passou a se chamar São Luiz do Paraitinga.

Distritos municipais

O IBGE também atualizou a lista de municípios e seus distritos e subdistritos. Segundo o instituto, o país continua com 5.568 municípios, além do Distrito Federal e de um distrito estadual – Fernando de Noronha, em Pernambuco –, desde 2013.

Mas o número de distritos e subdistritos/regiões administrativas cresceu de 2018 para 2019. No ano passado, foram registrados 111 novos distritos, num total de 10.607 unidades, e três novos subdistritos, num total de 686.

Leia também:
Mortes confirmadas por coronavírus têm alta de 45% em dez dias e chegam a 161 em Minas
Divinópolis adota novos horários para o comércio e obriga uso de máscara