O dono do Bola Bar, tradicional boteco de Belo Horizonte, foi mais uma vítima da Covid-19. A informação sobre a morte de Ademir Costa foi divulgada na noite de quinta-feira (4), nas redes sociais do estabelecimento. O local chegou a ser interditado no mês passado por descumprimento dos decretos que tratam da Covid-19.

"Mais uma notícia horrível. Perdemos o querido Ademir, do Bola Bar, para esse vírus terrível. Minhas condolências à família. Luto. Cuidem-se, cuidem-se, cuidem-se", diz uma postagem no Instagram.

O Bola Bar, localizado no Padre Eustáquio, região Noroeste da capital mineira, tem mais de 70 anos de história e é conhecido por sua grande estufa de tira-gosto. O estabelecimento, que quando fundado chamava-se Bar e Mercearia Progresso – e oferecia lanches, produtos para casa e café – foi o primeiro bar do bairro.

Em 10 de outubro de 1980, o comércio foi comprado por dois sócios: Ademir Costa e Avanyr Diniz, agora, com o nome Bola Bar. Este foi escolhido por conta do apelido de "bola murcha” de um deles. Os novos sócios viram a necessidade de transformar o local em um “point” mais moderno e, apesar de manterem a estrutura física, realizaram a expansão do cardápio e reformaram alguns pontos do local. 

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, o bar foi interditado no dia 12 de fevereiro por descumprimento dos decretos que tratam da Covid-19. Não houve aplicação de multa.

Leia mais:
Minas teve 100 mil novos casos da Covid-19 apenas nos últimos 20 dias
Público-alvo da nova remessa de vacinas enviadas a Minas será divulgado nesta sexta
Brasil tem 1,7 mil mortes e 75,1 mil casos de Covid-19 em 24 horas