Dois homens, de 42 e 43 anos, foram presos, nessa terça-feira (9), tentando abrir uma conta bancária usando documentos falsos em uma agência localizada na região do Barreiro, em Belo Horizonte. Eles são suspeitos de estelionato e corrupção ativa.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, a dupla foi abordada na agência bancária no momento da assinatura do contrato da conta. Uma equipe da Patrulha Unificada Metropolitana de Apoio (Puma) chegou aos suspeitos após troca de informações com o serviço de inteligência.

No momento da prisão, os homens também apresentaram documentos falsos. Após serem encaminhados para a Delegacia de Plantão 3, o suspeito de 42 anos ofereceu R$ 20 mil para que os policiais civis liberassem os dois. Foi então dada voz de prisão pelo crime de corrupção ativa.

Durante a ação, foram apreendidos documentos falsos, celulares, computador, um veículo, incluindo a documentação, bem como uma quantia de R$ 21,8 mil.

Leia mais:
Empresário é preso suspeito de filmar funcionárias no banheiro de lava-jato no Buritis
Pai de santo suspeito de estupros em Divinópolis é preso durante operação
Idoso morre após ser atropelado por ônibus na avenida do Contorno, em BH