Dois homens suspeitos de atirar contra policiais militares e baterem em três veículos durante uma fuga foram presos em flagrante, no fim da noite de segunda-feira (7), em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Com os Davidson Sena Coelho da Silva e Rodolfo Cardozo de Menezes Attie, ambos de 19 anos, foram apreendidos duas armas.
 
A perseguição teve início na avenida Dionízio Gomes, bairro Veneza, após os militares desconfiarem da atitude da dupla que estava em um Honda Civic. Foi dada ordem de parada, mas o motorista do veículo fugiu, sendo seguido pela viatura.
 
Durante a perseguição, os suspeitos bateram em uma Parati, mas continuaram a fuga. Em seguida, eles quase atingiram a viatura e colidiram de frente em uma moto. O motorista, então, perdeu o controle da direção e bateu em um Gol, sendo impedido de continuar a fuga.
 
Attie desceu do veículo e atirou contra os militares, que revidaram, mas ninguém foi atingido. O suspeito continuou a fuga a pé, mas foi preso no bairro Florença. No Honda Civic, os militares encontraram um revólver calibre .32 com quatro munições intactas e duas picotadas. Silva estava no veículo e foi preso. Em busca na casa dele foi apreendido um revólver calibre .38. Attie teria confessado o roubo de um iPhone 5, mas ele teria relatado aos policias que passou o aparelho para outra pessoa.
 
O motociclista ferido foi resgatado e encaminhado para um hospital. Os suspeitos também foram medicados no Hospital São Judas Tadeu. Depois, a dupla foi encaminhada para a Delegacia de Plantão de Neves, onde a ocorrência foi registrada. Conforme a PM, os dois já haviam sido detidos anteriormente por porte ilegal de arma.