O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), decretou luto oficial de três dias em razão das mais de 50 mil mortes provocadas pela Covid-19 no Estado. O decreto passa a vigorar a partir desta quarta-feira (28).

Durante o período, ficam proibidas comemorações de qualquer natureza na ALMG. As bandeiras de Minas e Belo Horizonte ficarão hasteadas a meio-mastro no Hall das Bandeiras. A TV Assembleia também produziu um vídeo em homenagem às vítimas.

covid

Durante o período de luto oficial, ficam proibidas comemorações na ALMG

“Minas atingiu a terrível marca de 50 mil vidas perdidas pela Covid-19. É uma dor nunca antes imaginada. Minha solidariedade e meus sentimentos às famílias das vítimas. Estamos em luto, mas a luta pela vida do povo mineiro jamais cessará”, afirmou Agostinho Patrus. 

“A pandemia não acabou e precisamos manter as medidas de prevenção. Cuidem-se mesmo que estejam vacinados e, se chegou a sua vez, não importa a marca: vacina boa é aquela que está no braço e salva vidas”, acrescentou o presidente da Assembleia Legislativa.

O Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde registra 50.059 mortes por Covid-19 e 1.948.753 casos confirmados da doença.

(*) Com informações da ALMG

Leia mais:
Zema anuncia obras e repasses aos municípios após sancionar lei do acordo de R$ 11 bi com a Vale
Trabalhadores da BHTrans fazem protesto contra extinção da empresa em frente à Câmara durante CPI