Cerca de 93 mil estudantes em 104 cidades do país participam, neste domingo (31), da primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital. Vale lembrar que, embora os testes devam ser feitos por meio de um computador, os candidatos precisam ir aos locais de prova - munidos de esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente e ourtros itens (veja mais abaixo) -, do mesmo jeito que ocorreu com o Enem impresso, realizado em 7 e 24 de janeiro e que teve comparecimento de apenas metade (2,5 milhões) dos inscritos.

Os exames deste domingo são de linguagens, ciências humanas e redação. A segunda etapa da avaliação, feita nos mesmos locais, ocorre em 7 de fevereiro e terá questões de matemática e ciências da natureza. Em ambos os dias, são 90 questões objetivas que devem ser feitas em prazo máximo de cinco horas e meia (primeiro dia) e cinco horas  (segundo). 

Atenção: os portões dos locais de prova em Minas (que podem ser conhecidos por meio do portal do participante) abrem às 11h30 e fecham às 13h (horário de Brasília).

Como vai funcionar?

Em relação à execução dos testes: as questões objetivas serão todas marcadas na tela do computador disponibilizado ao candidato e, portanto, não será preciso preencher o cartão-resposta à mão. A redação, contudo, será escrita à mão. Por isso, a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, é obrigatória. O tema e os textos motivadores estarão na tela. A correção também será feita da mesma forma que o Enem impresso.

O que levar?

A lista do que pode ou não também é semelhante à do Enem impresso. Por causa da pandemia, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem imprimir, na Página do Participante, a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

É importante lembrar que participantes que estiverem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não devem comparecer ao exame. A medida é necessária para que o vírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas. Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante. A data para que isso seja feito ainda será divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).  

* Com Agência Brasil