Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem ter acesso às notas individuais, divulgadas nesta sexta-feira (17), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com o resultado, os alunos têm diversas possibilidades para cursar o ensino superior.

Nas instituições particulares por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ou Programa Universidade Para Todos (ProUni). Para concorrer às bolsas, é preciso que a média do estudante seja de pelo menos 450 pontos, sem que a redação seja zerada, além dos pré-requisitos de renda Já nas públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Além dos programas nacionais, os candidatos também podem usar o desempenho no teste para graduações em Portugal. São mais de 40 instituições do país europeu com convênios assinados com o Ministério da Educação (MEC).

Saiba mais sobre os programas:

Fies - É dividido em duas modalidades, diferenciadas por renda e pelo agente financiador. Na primeira, o fundo oferta vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Já a segunda, chamada P-Fies, é direcionada a estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. Nesse caso, os recursos são de bancos privados ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. As inscrições para o Fies começam em 5 de fevereiro, até 23 horas e 59 minutos de 12 de fevereiro. 

Prouni - Oferta bolsas de estudo integrais ou parciais (50%) a estudantes de graduações e cursos sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. O programa tem dois critérios de avaliação: desempenho no Enem e renda. Estudantes de todo o país poderão começar a se inscrever em 28 de janeiro. O prazo vai até 23h59 de 31 de janeiro.

Sisu - Para se inscrever, o candidato deverá ter feito o Enem 2019 e não ter zerado a prova de redação. O sistema, inteiramente regido pelo MEC, classifica automaticamente os candidatos ao final do período de inscrição, levando em conta as opções de cursos e modalidades de vagas (ampla concorrência e reserva de vagas). A classificação e seleção dos candidatos serão realizadas por meio de chamadas regulares, divulgada na páginas do SisuO período para as inscrições, terá início em 21 de janeiro e será encerrado às 23h59 de 24 de janeiro, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). 

Com Maiara Brito, sob supervisão de Gledson Leão. 

Leia mais:

Enem libera notas nesta sexta-feira; veja como recuperar senha
MEC divulga notas do Enem 2019; saiba como consultar
MEC oficializa mudanças no Fies e no P-Fies
Inep anula questão da prova de matemática do Enem aplicado a detentos